Nomeando as plantas

Vivemos no planeta Terra, um planeta que contém milhões de formas de vida diferentes, com características diferentes, que precisam ser classificadas. Para isso e para facilitar a classificação o homem resolveu esse problema nomeando as plantas.

O nome da ciência que faz essa classificação é taxonomia.

Muitas foram as classificações usadas desde a primeira feita por Aristóteles, na Grécia Antiga, que classificou todos os organismos vivos como plantas e animais.

Mas o que é usado atualmente como classificação foi criada a partir de 1735 pelo botânico sueco Carl Linnaeus, ou com o nome aportuguesado Carlos Lineu, que foi responsável pela criação da classificação que agrupou as espécies de acordo com as características morfológicas por ela partilhada.

Esse sistema de classificação foi desenvolvido e hoje em dia, todos os seres vivos, de acordo com suas características próximas, são divididos dentro de uma hierarquia, aumentando assim sua especificidade:

Domínio ➡️ Reino ➡️ Filosofia ➡️ Classes ➡️ Ordens ➡️ Família ➡️ Gênero ➡️ Espécie

Todos nós seres vivos multicelulares, estamos no domínio Eukaryota, a diferenciação das plantas ocorrei no Reino, cujo reino é Plantae.

Dessa classificação temos os nomes científicos que designa cada espécie individualmente. Essa classificação em geral segue a seguinte formação:

Nome científico : Gênero (letra inicial maiúscula) + espécie (letra inicial minúscula) + nome do cientista (uma letra maiúscula abreviando o nome do cientista que a descobriu), ou todo o nome do cientista em caso de mudança ou novo estudo dessa espécie. A parte que contém o nome do cientista não é tão interessante para um jardineiro comum, porém pode ser encontrada e usada. O nome científico é sempre uma palavra do Latim ou que se assemelhe a uma palavra vinda desse idioma. E importante: O nome científico deve ser escrito em itálico.

Nomeando as plantas com exemplo de nomes científicos

A ervilha tem o nome científico de Pisum sativum, pois seu gênero é Pisum e a espécie é conhecida como sativum.

A palmeira real tem o nome científico de Roystonea oleracea (Jacq.) O.F.Cook, que inclui o nome do cientista que a reclassificou, porém pode ser identificada somente por Roystonea oleracea.

Importante:

Quando for buscar uma planta específica para um jardim, busque sempre pelo nome científico, pois o nome popular pode variar muito de uma região para outra, ou mesmo do conhecimento de uma pessoa para outra.

Outras formas de formar o nome científico

  • Descrevendo sua aparência:

    Nomeando as Plantas Forma

    Monstera deliciosa, ou popular Costela de Adão

  • Homenagem a uma pessoa:

    Nomeando as Plantas Homenagem

    Bougainvillea glabra, em homenagem ao seu descobridor Louis de Bounganville, um navegador francês.

  • Sua cor:

    Nomeando as Plantas Cor

    Tabebuia roseo-alba, ou ipê branco, devida a cor das flores dessa árvore.

Esses são só alguns exemplos, já que o nome científico pode mudar muito de acordo com novas decobertas dos cientistas e reclassificação.

O ideal é sempre buscar se atualizar no nome científico da planta que possui, busque sempre antes de usar.

Uma ótima fonte de pesquisa é o Google, em que vai conseguir encontrar facilmente as plantas por seu nome popular e também seu nome científico. Porém use com cuidado pois há muita informação desencontrada na Internet.

Outras fontes importantes e referência no mundo são:

Index kewensis: Mantido pelo Royal Botanic Gardens de Kew, no Reino Unido, seu objetivo é registrar formalmente, no âmbito das espécies e gêneros os nomes botânicos das plantas que produzem sementes. Site: http://www.ipni.org/ik_blurb.html

Missouri Botanical Gaderner: Possui um buscador de plantas bem detalhado. Também em inglês: http://www.missouribotanicalgarden.org/plantfinder/plantfindersearch.aspx

Também pode ser utlizados aplicativos de celular para descobrir o nome de uma planta através de uma foto. Porém, estes ainda não são 100% confiáveis. Alguns aplicativos que fazem isso:

GardenAnswers: Para iPhonePara Android

PlantNet: Para iPhonePara Android

E uma boa fonte para descobrir o nome de uma planta é ir até o jardim botânico de sua cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *