Plantio de Sementes

Neste artigo, vou detalhar um guia genérico, explicando como se dá o plantio de sementes em geral, seja seu objetivo fazer a semeadura de uma flor, uma árvore, um arbusto ou até mesmo uma hortaliça.

Plantio de sementes em um recipiente menor

Plantar uma semente em um recipiente menor, por exemplo, um copo de plástico, copo de jornal, ou uma bandeja, é uma boa forma de iniciar a germinação de uma semente e o início do crescimento de uma planta. Esse é um bom procedimento para sementes menores, que requerem maiores cuidados, porém pode ser feito para sementes maiores também.

Após crescerem, as plantas podem ser transplantadas para um lugar maior, porém nem todas as plantas aceitam ser transplantadas, algumas não se desenvolvem após o transplante e precisam ser semeadas sem ter que mexer depois. Isso acontece com as plantas com sementes muito pequenas ou muito delicadas.

Mas a maioria dos casos de plantas com sementes grandes pode ser feita em um recipiente menor. A germinação das sementes pode ser iniciada no copo de água, como explicado no artigo sobre as sementes (clique aqui para ler).

Encha um copo de água e deixa as sementes ali por uma ou duas horas para absorver a água. Após esse período, pode colocar diretamente no recipiente menor.

Esse procedimento pode ser feito também na areia, ou diretamente no recipiente menor.

O substrato e plantio de sementes

Para iniciar qualquer plantio de sementes, precisamos colocar a semente em um substrato e para melhor adaptação, esse substrato pode uma mistura de 1/3 de terra comum, 1/3 de areia e 1/3 de composto orgânico de preferência natural. Esta mistura é ideal, pois possui os nutrientes do composto orgânico e a capacidade de aeração da areia. Neste início o composto orgânico não pode ser maior que isto, pois pode favorecer o aparecimento de fungos. Para sementes maiores, o composto orgânico pode ser desprezado neste momento.

Muitas vezes compramos terra que segundo o pacote, já vem adubada, porém não diz qual adubo contém essa terra, por isso desconfie desse termo terra adubada, a não ser que você conheça ou esteja especificado a origem deste adubo.

Após ter essa mistura pronta, coloque as sementes no topo. Neste início coloque de uma a três sementes juntas neste recipiente. Regue e cubra com terra ou areia.

A rega deve ser feita com cuidado, não encharcando a terra, somente deixando-as úmida e para sementes menores, a água deve ser borrifada. Regue frequentemente, mantendo a terra sempre úmida.

Cuba as sementes o suficiente e de acordo com seu tamanho. As sementes menores podem ser cobertas só com areia e em uma camada muito superficial.

Após a semeadura decorrerá aproximadamente 25 dias até as plantas atingirem uma altura de 10cm e surgirão entre 4 ou 6 folhas ou pares de folhas. Essa é a hora exata da planta ser transplantada.

Preparando o solo

Se você vai plantar diretamente as sementes no solo, ou transplantar a partir de um recipiente menor, você vai precisar preparar o local para receber essa nova planta. E esse é o processso básico para a preparação:

O local perfeito

Encontre o local de acordo com a planta que você vai plantar: Vai ser na sombra, pleno sol ou meia sombra? Local úmido? Temperatura? Próximo a que tipo da rua ou de muita movimentação de pessoas? O local é plano? É grande o suficiente para a planta que vou plantar?

Limpeza

Após identificado o local, a primeira tarefa é fazer a limpeza: Remova o que não for necessário: folhas secas, sujeira, outras plantas (que podem ser transplantadas em outro local). O uso de ferramentas é muito favorável nessa tarefa.

Calcificação

Após a limpeza, podemos calcificar o solo, como o objetivo de diminuir a acidez do solo. Para isso, joga-se no solo calcário, de 100 g/m2. Pode jogar com a ajuda de uma colher, espalhando bem por toda área. Revire levemente o solo e deixe descansar.

Em caso de não encontrar calcário, pode usar cal virgem, ou cal de construção. Ou em outro caso, pode usar pó de casca de ovo e espalhar na mesma proporção.

  • Dica: Para fazer o pó de casca de ovo, pegue a casca de ovo, seque-a colocando no forno por alguns minutos e moa no liquidificador.

O processo de calcificação demora até 2 meses, dependendo do tipo de cálcio utilizado. No caso do cal virgem, a ação é imediata.

Colocar matéria orgânica

A matéria orgânica no solo deve ser abundante, por exemplo uma área de 4m2, usa-se um carrinho inteiro de mão de matéria orgânica.

A matéria orgânica a ser usada pode ser composto orgânico bem curtido, ou esterco de curral também bem curtido. Também pode ser usado esterco de galinha que é rico em nitrogênio.

Nesta etapa, pode ser colocado também outros nutrientes no solo, como farinha de osso, casca de ovo, termofosfato, NPK na proporção 10-10-8 quando o solo estiver limpo. Revirar todo o solo e nivelar.

Semear ou transplantar

A semeadura pode ser feita com alguns modos. Lembre-se que toda semeadura ou transplante deve ser feito com solo úmido.

Sulcos pequenos

Faça sulcos na terra, espaçados de 10 cm entre eles, ou no mínimo dois dedos em caso de pequenos espaços. Os sulcos não devem ser muito profundos. Coloque ali as sementes e cubra.

Em cova

Faça um buraco na terra e plante. Esse método pode ser feito somente com sementes maiores.

A lanço

Pode ser feito na maioria dos casos, porém tem alto nível de desperdício das plantas e o seu jardim pode ficar extremamente desorganizado. Esse método é bastante utilizado no caso de plantio de gramas. Para evitar o desperdício e espaços falhos, faça com o auxílio de um instrumento: Peneira por exemplo, espalhe as sementes por uma peneira e vá peneirando pelo espaço.

Transplante

O transplante pode ser feito através de covas (dependendo do tamanho da planta) ou sulcos.

Dicas Importantes

Os sulcos ou covas podem ser feito em linha reta ou zigue-zague, dependendo do tipo de plantação que vai fazer. Iremos detalhar o transplante de acordo com o tipo de objetivo dentro do jardim.

Para fazer o transplante, faça de preferência em dias de sol mais fraco, use uma colher de jardineiro para ajudar. Faça a cova ou sulco do tamanho correto a ser plantado. Antes do transplante verifique quantas mudas possui no recipiente menor, se for mais de uma, elimine as mais fracas e plante somente a mais forte.

Faça o transplante. Em caso da planta ter um caule mais evidente, plante a uma profundidade um pouco maior do que já estava no recipiente menor, em outro caso use a mesma profundidade.

Cuide bem do seu jardim

Não esqueça de regar o jardim constantemente, de preferência no começo do dia ou no fim do dia, dependendo da espécie que você semeou.

Refaça a compostagem do seu solo, pelo menos uma vez por ano, usando os mesmos passos do item 4. Isso vai deixar o solo sempre pronto e forte para receber novas plantas ou continuar forte para as que já estão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *